TÓPICOS

Os problemas da poluição ambiental e humana

Os problemas da poluição ambiental e humana


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Contaminação é a introdução em qualquer meio de um contaminante; ou seja, qualquer substância ou forma de energia com potencial para causar danos, irreversíveis ou não, ao meio ambiente. Para que se possa falar em contaminação, é necessário que o agente seja introduzido acima da capacidade do meio para eliminá-la.

O paciente está falando sério. Os sintomas são muitos. Seu hálito é fétido, foram encontradas toxinas em seus fluidos corporais, sua temperatura está muito alta e não há como baixá-la ... Ao atacar alguns sintomas, outros aparecem em várias partes do corpo. Se ele fosse um paciente comum, os médicos diriam que ele é um paciente crônico em fase terminal e, não sabendo mais o que fazer por ele, se limitariam a prestar cuidados paliativos até a morte.

Mas não estamos falando de um ser humano, mas de nossa casa, a Terra. A situação descrita ilustra muito bem o que está acontecendo com você. A degradação do meio ambiente pela atitude adotada pelo homem em relação à natureza nos últimos tempos, no sentido de que em suas ações tinham licença para explorar os recursos naturais com total indiferença a tudo o que não beneficiasse diretamente o homem, deu origem a um. dos problemas de capital que a humanidade levantou hoje, a poluição.

Contaminação é a introdução em qualquer meio de um contaminante; ou seja, qualquer substância ou forma de energia com potencial para causar danos, irreversíveis ou não, ao meio ambiente. Para que se possa falar em contaminação, é necessário que o agente seja introduzido acima da capacidade do meio para eliminá-la. Não se trata, portanto, de quais produtos são introduzidos, mas sim de sua quantidade. A proliferação desses resíduos representa um sério desequilíbrio no biossistema, a ponto de inviabilizar a vida das espécies existentes. Água, ar e solo são os principais meios contaminados.

Quando se fala em poluição é muito importante ter em mente que na natureza podem ocorrer efeitos complementares que agravam a situação. A presença de um determinado elemento pode aumentar a toxicidade de outras substâncias aparentemente inócuas; Por exemplo, o mercúrio, que não é muito tóxico em seu estado metálico, é convertido por certas bactérias na água em metilmercúrio altamente perigoso. O uso de duas substâncias, como alvejante e detergente, quando combinadas forma a cloramina, elemento clorado altamente tóxico e irritante para o trato respiratório.

A exploração intensiva dos recursos naturais e o desenvolvimento de grandes concentrações industriais e urbanas em determinadas áreas, são fenómenos que, pelo facto de serem descontrolados, têm levado à saturação da capacidade assimilativa e regenerativa da Natureza e podem conduzir a perturbações irreversíveis do equilíbrio. • ecológico geral, cujas consequências a longo prazo não são facilmente previsíveis.

Os tipos de poluição mais importantes são aqueles que afetam os recursos naturais básicos: ar, solo e água. Algumas das alterações ambientais mais graves relacionadas aos fenômenos de poluição são as fugas radioativas, o smog, o efeito estufa, a chuva ácida, a destruição da camada de ozônio, a eutrofização das águas ou manchas de óleo. A poluição pressupõe um custo que muitas vezes não é levado em consideração e é muito oneroso para a comunidade:

1) Perda de recursos: Conforme os recursos são contaminados, eles não podem mais ser usados. Um lago ou rio altamente poluído não poderá mais fornecer água para irrigação ou ser usada para consumo humano.

2) Custo para suprimir e controlar a poluição: Basta pensar em quanto gastar para recuperar um ambiente poluído, como um rio ou lago.

3) Custos de saúde: Esse é o aspecto que faz com que a população reaja mais rapidamente. Já que esses custos significam despesas médicas e despesas com horas perdidas de trabalho.

O combate à poluição do ar, das águas continentais e marítimas, do solo, bem como a defesa da paisagem, a recuperação e beneficiação de áreas de interesse natural e artístico, a protecção da fauna e da flora, o tratamento e eliminação de resíduos , a defesa de áreas verdes e espaços livres, a reinstalação de indústrias fora das áreas urbanas, o congestionamento do tráfego urbano, o combate ao ruído e tantas outras questões, são apenas aspectos parciais e interrelacionados que devem ser tidos em consideração na abordagem de ações ou programas de ação pela defesa do meio ambiente.

A maioria de nós, cidadãos, percebe a natureza global do problema da poluição; por isso se refere a ele como um dos principais problemas do planeta. No entanto, deve ser feito um esforço para especificar e abordar de forma mais precisa as diferentes formas de poluição e suas consequências. Para resolver o problema da poluição, é necessário tomar algumas medidas com urgência.

1) O Estado deve se preocupar com o problema da contaminação, editando leis severas, controlando seu cumprimento e punindo os infratores. O problema ambiental é um problema que afeta o bem comum e a qualidade de vida, e, conseqüentemente, não pode ser deixado ao livre arbítrio das pessoas. O bem comum é responsabilidade do Estado como representante do bem-estar de todos os cidadãos.

2) Uma grande responsabilidade cabe aos governos municipais, diretamente responsáveis ​​pelo descarte de lixo e esgoto; controle da frota de veículos; de áreas verdes; controle de ruídos perturbadores; e emissões poluentes em sua jurisdição.

3) O cidadão deve estar mais atento ao problema, exigir respeito ao meio ambiente e não contribuir para sua deterioração. A contribuição dos cidadãos, individualmente, pode ser muito grande em alguns aspectos.

4) Educar a população por meio das escolas e meios de comunicação como televisão, rádio e jornais no respeito ao meio ambiente e na erradicação dos maus hábitos de poluição ambiental

Uma das preocupações mais importantes do nosso tempo é a qualidade ambiental do meio ambiente. Sabe-se que é fácil e muitas vezes inútil cair na lista interminável de problemas e catástrofes ambientais que nosso planeta suporta. Descrever calamidades não é agradável, nem para quem as conta, nem para quem as escuta, mas só a informação e a consciência podem corrigir as situações erradas e mitigar as suas consequências.

Como é bem sabido nos últimos 150 anos, o planeta mudou a estrutura natural de sua atmosfera e hidrosfera mais do que em todo o tempo, milhões de anos, que existiu. Por esta razão, a proteção e conservação adequadas do meio ambiente representam um dos desafios mais importantes que a humanidade enfrenta. É claro que mudanças drásticas e regulamentações muito rígidas são necessárias para que a qualidade de vida no planeta seja preservada.

Como membros da sociedade, devemos participar ativamente na criação de leis e regulamentos que tenham um impacto benéfico sobre o meio ambiente, nossa saúde e a economia. É importante destacar que as soluções para o problema da poluição estão mais próximas do que se pensa, pois é possível no nosso dia a dia contribuir com atividades simples para melhorar o nosso meio ambiente, como consumir produtos não poluentes, reduzindo o uso de automóvel, separar o lixo reciclável em casa, criar espaços verdes, entre outros meios. É precisamente aqui que o fato de pensar globalmente, mas agir localmente, se manifesta de forma mais categórica.

* Por Cristian Frers - Técnico Sênior em Gestão Ambiental e Técnico Sênior em Comunicação Social


Vídeo: Poluição Ambiental - Resumão ENEM - Prof. Paulo Jubilut (Pode 2022).