TÓPICOS

As plantas têm 15 sentidos a mais que os humanos

As plantas têm 15 sentidos a mais que os humanos


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

O especialista em inteligência vegetal Stefano Mancuso explica as incríveis capacidades sensoriais das plantas.

Temos evidências de que a linguagem está presente em todos os seres vivos, embora não possamos compreender seu significado na maioria dos casos. De golfinhos ou baleias a abelhas e cupins. E, claro, as plantas.

O reino vegetal é subestimado em sua inteligência, vítima de nossa visão antropomórfica da realidade. As plantas são a peça fundamental da cadeia da vida na Terra, mas, além disso, também são seres extremamente perspicazes e sutis.

Stefano Mancuso é neurobiólogo da Universidade de Florença, fundador do Laboratório Internacional de Neurobiologia Vegetal, e conseguiu mostrar que as plantas têm os mesmos cinco sentidos que os seres humanos e cerca de 15 mais.

Entre as capacidades hipersensoriais das plantas está a percepção de "cmudanças elétricas, campo magnético, gradiente químico, presença de patógenos" e outros. Mancuso esclarece que “as plantas têm nossos cinco sentidos e mais 15. Eles não têm olhos e ouvidos como nós, mas percebem todas as gradações de luz e vibrações sonoras“.

É conhecido popularmente que as plantas "gostam" de música. Mancuso explica: as baixas frequências "Entre 100 Hz e 500 Hz favorecem a germinação das sementes e o crescimento das plantas em direção à fonte daquele som, o que equivale a frequências naturais como água corrente, mas falar ou cantar para as plantas é perda de tempo“.

As plantas se comunicam umas com as outras e são capazes de manipular outras espécies para seu benefício

Há evidências de que as plantas realizam uma forma de comunicação subterrânea, pois se descobriu que as raízes produzem e percebem o som.

Eles também se comunicam com outras plantas da mesma espécie por meio de moléculas químicas voláteis, enviando, por exemplo, mensagens de alarme. Se um inseto está comendo as folhas, a planta instantaneamente produz certas moléculas que se espalham por quilômetros e que avisam que há um ataque em andamento.

Um exemplo disso

Estudos recentes mostram que uma laranjeira ou limoeiro em flor age de forma diferente dependendo da quantidade de pólen transportada pelo inseto. Se você carrega muito pólen, ele aumenta a quantidade de cafeína no néctar para ativar seu cérebro, de forma que ele se lembre daquela planta e volte. Se estiver com pouco pólen, corte a cafeína.

Não há dúvida de que as plantas devem ser apreciadas como seres inteligentes e de grande sutileza.

Já nos lembramos dos escritos do filósofo Maurice Maeterlinck em seu livro “A inteligência das flores“Onde o autor expressa de forma poética, a enorme quantidade de estratégias das plantas para sua subsistência. Quem gosta de ler: https://prodiversitascolombia.files.wordpress.com/2018/02/la-inteligencia-de-las-flores.pdf


Vídeo: O Brasileiro que Você Enxerga não Existe. (Julho 2022).


Comentários:

  1. Heall

    Que ele finalmente pergunta?

  2. Arajas

    Você não está certo. Tenho certeza. Vamos discutir isso. Mande-me um e-mail para PM, vamos conversar.

  3. Fanuco

    Também estou preocupado com essa pergunta. Onde posso encontrar mais informações sobre esse assunto?

  4. Mikanos

    Vamos, inventado - não inventado, tudo é engraçado cedo

  5. Warrick

    Desculpa para isso eu interfiro ... eu entendo essa pergunta. É possivel discutir.



Escreve uma mensagem