TÓPICOS

Só uma mudança sociocultural pode evitar a extinção do Ser Humano

Só uma mudança sociocultural pode evitar a extinção do Ser Humano


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

A sobrevivência de um grande número de espécies, animais e plantas, está em perigo iminente de extinção.

A poluição, os fatores climáticos, a destruição do habitat e do ecossistema têm causado um efeito em cadeia por algumas décadas que será bastante difícil de conter.

Dos recifes de coral da América Central aos ursos polares do Ártico, cada uma das espécies que habitam o planeta viu seu ambiente ser modificado em maior ou menor grau, eles tiveram que se adaptar às pequenas ou grandes mudanças que ocorrem. têm produzido. Eles tiveram que modificar seus hábitos alimentares, reprodução e outros, a fim de sobreviver a uma nova realidade que paira sobre todos os cantos do planeta. Ou simplesmente se extinguiram.

Muitas dessas mudanças, em grande parte, têm sua origem nas atividades humanas. Na mineração, madeira serrada, celulose, agro-pecuária, pesca; em megaempresas como barragens, ou simplesmente no crescimento das populações, com suas estradas, linhas de energia, rodovias ou ferrovias.

O crescimento excessivo e sem nenhum planejamento ambiental do consumo de bens e serviços, tem exigido o uso de cada vez mais recursos naturais. E não os estamos usando de forma ambientalmente sustentável. Isso significa que os estamos consumindo e degradando em uma taxa muito mais rápida do que a recuperação. E que, se continuarem assim, mais cedo ou mais tarde serão extintos.

Como se a degradação dos recursos naturais fosse uma coisa pequena, efeitos secundários também começam a aparecer, como todos aqueles derivados das mudanças climáticas produzidas pela emissão de gases de efeito estufa, que em muitos casos também estão acelerando esses processos de degradação.

A luta contra as Mudanças Climáticas deve ser entendida não como uma luta científica, mas como uma luta sociocultural. Não é a ciência que nos vai salvar de uma catástrofe ambiental à escala planetária, mas sim uma mudança radical de paradigmas no comportamento das sociedades humanas.

De nada servirá se os carros novos poluírem 50% menos que os antigos, se dobrarmos a sua quantidade. Nem que utilizemos novos materiais que economizem energia se para extraí-los temos que explodir montanhas, usar milhões de toneladas de água e destruir ecossistemas em regiões biodiversas.

As ferramentas para forjar essa mudança sociocultural estão em nossas mãos, mas ninguém nos ensinou a usá-las e os donos do mundo nos enchem de distrações e colocam paus em nossas rodas porque não é do interesse deles que aprendamos. Porém, aos poucos vamos fazendo isso. Infelizmente para muitos é tarde demais, mas para muitos outros ainda estamos no horário.

Por Ricardo Natalichio
diretor
www.ecoportal.net



Vídeo: Mudanças Climáticas Pós-COP 25 - Perspectivas Femininas (Junho 2022).


Comentários:

  1. Dailar

    Sugiro que acesse o site onde há muitos artigos sobre o tema que lhe interessa.

  2. Osrid

    Tópico muito notável

  3. Nikocage

    Muito bem, sua ideia será útil

  4. Hanna

    Peço desculpas, mas, na minha opinião, você comete um erro. Eu sugiro isso para discutir. Escreva para mim em PM.

  5. Qutaybah

    Vou ficar em silêncio, talvez apenas

  6. Bardolph

    Essa ideia, a propósito, apenas acontece

  7. Josiah

    Outra opção também é possível



Escreve uma mensagem