TÓPICOS

381 novas espécies animais e vegetais encontradas na Amazônia

381 novas espécies animais e vegetais encontradas na Amazônia


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Cientistas identificaram 381 novas espécies de animais e plantas na Amazônia, segundo relatório do World Wildlife Fund (WWF) apresentado nesta quarta-feira em São Paulo.

Conforme relatado pelo, a descoberta inclui 216 plantas, 32 anfíbios, 19 répteis, um pássaro e 20 mamíferos - dois deles fósseis - e um pássaro.

Aqui está a lista de espécies: http://wwf.panda.org/wwf_news/?uNewsID=310013&utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+wwf%2Fnews+%28WWF+-+News%29

Alguns dos animais mais notáveis ​​na descoberta são o macaco titi-rabo-de-fogo e o golfinho-do-rio-rosa.

Para Ricardo Mello, coordenador do programa WWF no Brasil, a vida na Amazônia continua sendo um grande enigma. “Embora os recursos sejam escassos, estamos vendo uma imensa variedade e riqueza de biodiversidade. É um sinal de que ainda temos muito que aprender sobre a Amazônia ”, explica.

Mineração, uma ameaça próxima

No Brasil, foi aprovado um decreto há dias que garante que a mineração poderá se desenvolver na Reserva Nacional do Cobre y Asociados (Renca) (Leia mais aqui: https://www.ecoportal.net/Eco-Noticias/El- gobierno-brasileno -delivery-an-Amazon-reserve-to-mining-activity)

O relatório do WWF chega uma semana após o decreto. Abrir essas áreas da floresta para o desmatamento e mineração pode ser desastroso para a vida selvagem, as culturas locais e as comunidades indígenas.

O decreto foi muito criticado pela população e o governo brasileiro decidiu modificá-lo, mas a Justiça Federal do Brasil determinou sua suspensão e a de "qualquer ato administrativo" que busque a extinção de Renca. Mesmo assim, o governo já anunciou que haverá recurso.

O WWF destacou a importância de “redobrar a atenção” para a região, que “tem sofrido o impacto do desmatamento, da atividade agrícola e de grandes obras de infraestrutura, como a construção de hidrelétricas e estradas”.

O documento destacou que, apesar dos esforços dos últimos anos, “ainda há uma lacuna no conhecimento sobre a real diversidade da Amazônia” devido a fatores como a grande extensão do território ou “a falta de recursos para a realização de pesquisas”. .

Esta é a terceira edição do relatório, que registrou mais de2.000 novas espécies nos últimos 17 anos.

Com informações de:


Vídeo: AMAZONIA #Amazonia, #RELAX, #PRESERVAÇAO, #MEIO AMBIENTE, #Amazon rainforest, #아마존 숲, #лес амазонка (Junho 2022).


Comentários:

  1. Donzel

    Sinto muito, mas, na minha opinião, erros são cometidos. Vamos tentar discutir isso.

  2. Kall

    Certo! A ideia é boa, eu concordo com você.

  3. Abdullah

    eu gostei

  4. Janson

    not super but not bad either

  5. Corineus

    Não me perturba.

  6. Aldus

    E o que faríamos sem sua frase muito boa

  7. Akik

    Desculpe, afastei esta pergunta



Escreve uma mensagem