TÓPICOS

Para se reconectar com a natureza antes que seja tarde demais

Para se reconectar com a natureza antes que seja tarde demais


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Por Baher Kamal

No marco do Dia Mundial do Meio Ambiente, o Relator Especial da ONU para os Direitos Humanos e Meio Ambiente, John H. Knox, declarou em Genebra: “Todos devemos estar alarmados com a perda acelerada da biodiversidade, daquela de que dependem os ecossistemas saudáveis” .

Tamanha é a dependência de ecossistemas saudáveis ​​para nutrição, abrigo, roupas e da própria água que bebemos, bem como do ar que respiramos, que Knox lembrou: “No entanto, as áreas florestais estão diminuindo, os ecossistemas marinhos estão cada vez mais cercados e estima-se que as populações de animais vertebrados foram reduzidas em mais da metade desde 1970 ”.

Na verdade, muitos cientistas temem que estejamos no início da sexta extinção mundial de espécies, a primeira em mais de 60 milhões de anos, disse o professor de direito internacional da Universidade Wake Forest dos Estados Unidos.

“Os Estados chegaram a acordos para combater as causas da perda de biodiversidade, que inclui destruição de habitat, superexploração, caça ilegal, poluição e mudança climática”, lembrou Knox.

“Mas os mesmos estados lamentavelmente falham no cumprimento de seus compromissos, que buscam reverter as tendências perturbadoras”, disse ele.

Extração ilegal de madeira, pesca e caça

Knox lembrou que quase um terço dos sítios do Patrimônio Mundial natural apóia a caça ilegal, a extração de madeira e a pesca, o que deixou espécies ameaçadas à beira da extinção e colocou em risco as fontes de renda e o bem-estar das comunidades que dependem delas.

“A extinção de espécies e a perda da diversidade microbiana minam nossos direitos à vida e à saúde, destruindo fontes potenciais de novas drogas e enfraquecendo a imunidade dos humanos”, explicou.

“A redução da variedade, produção e segurança da pesca e da agricultura colocam em risco nosso direito à alimentação. A capacidade decimada da natureza de filtrar, regular e armazenar água ameaça o direito à água limpa e segura ", acrescentou.

O especialista independente da ONU insistiu que a biodiversidade e os direitos humanos são "inter-relacionados e interdependentes" e que os Estados têm a obrigação de proteger ambos.

O mundo deve tomar medidas urgentes para reduzir outros 25% das emissões de poluentes esperadas até 2030, afirma o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente. Crédito: UNEP.

Sem biodiversidade ou segurança alimentar ou nutrição

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) enfatiza que a biodiversidade é "essencial" tanto para a segurança alimentar quanto para a nutrição.

“Milhares de espécies interconectadas constituem uma rede vital de biodiversidade nos ecossistemas dos quais depende a produção global de alimentos”, diz a FAO.

“Com a erosão da biodiversidade, a humanidade perde o potencial de adaptar os ecossistemas a novos desafios, como o crescimento populacional e as mudanças climáticas. Alcançar a segurança alimentar para todos está intrinsecamente ligado à manutenção da biodiversidade ”, alerta.

A agência fornece alguns dados importantes a esse respeito.

Das 8.800 raças de animais conhecidas, sete por cento estão extintas e 17 por cento estão em perigo de extinção. E das mais de 80.000 espécies de árvores, menos de um por cento foi estudado para possível uso.

Os peixes contribuem com 20% da proteína animal para cerca de 3 bilhões de pessoas. Apenas 10 espécies fornecem 30% da captura marinha e 10 espécies, cerca de 50% da produção da aquicultura.

Enquanto isso, mais de 80% da dieta dos humanos vem de plantas. E apenas cinco cereais fornecem 60% da ingestão calórica.

Terra finita

A Convenção das Nações Unidas para o Combate à Desertificação (UNCCD) se concentra na terra, "que é finita em quantidade".

A competição por bens e serviços aumenta as pressões sobre os recursos terrestres em praticamente todos os países, alerta ele.

A conexão com a natureza nos torna guardiões do nosso planeta. Para o diretor do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Erik Solheim, a proximidade com a natureza nos ajuda a ver a necessidade de protegê-la. Crédito: UNEP.

A variabilidade climática, o crescimento populacional e a globalização econômica geram uma mudança no uso da terra e práticas de gestão inadequadas em todas as escalas, observa o documento. Em geral, essas mudanças e práticas continuarão a degradar o valor "real" atual e futuro de nossos recursos terrestres, como solo, água e biodiversidade.

“Agora é a hora de reconhecer os limites biofísicos para a produtividade da terra e a necessidade de restaurar a multifuncionalidade de nossas paisagens naturais e de produção. As evidências comprovam a necessidade de atuar no curto prazo para evitar possíveis resultados negativos e irreversíveis no médio e longo prazo ”, acrescentou.

O secretariado da UNCCD com sede em Bonn indicou que seu Global Earth Outlook (GLO) oferece uma visão estratégica para transformar a maneira como pensamos sobre o valor, uso e gestão de nossos recursos terrestres, à medida que planejamos um futuro mais resiliente e sustentável.

A primeira edição do GLO é a nova publicação carro-chefe da UNCCD, assim como o Global Biodiversity Outlook da Convenção sobre Diversidade Biológica e o Global Environment Outlook do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente.

“É uma plataforma estratégica de publicação e comunicação que demonstra a importância central da qualidade do solo para o bem-estar humano, analisa as tendências atuais de degradação, perda e conversão do solo, identifica os fatores responsáveis ​​e analisa os impactos, bem como oferece cenários de futuro oportunidades e desafios ”, indica.

“A perda tanto da qualidade quanto da quantidade de recursos agrícolas saudáveis ​​e produtivos é uma preocupação imediata, especialmente nos países em desenvolvimento e naqueles com uma alta proporção de terras áridas frágeis e vulneráveis”, acrescentou.

Essas são algumas das razões pelas quais o tema deste Dia Mundial do Meio Ambiente, “Reconectar-se com a Natureza”, destaca os vastos benefícios, da segurança alimentar às melhorias na saúde e no abastecimento de água à estabilidade. Clima, que os sistemas naturais e um ambiente limpo oferecem à humanidade . Mas existem mais razões.

Saúde mental, estresse, depressão

Numerosos estudos provam que passar o tempo em espaços verdes é bom para alguns problemas de saúde mental, como estresse e depressão. Este último, que afeta 350 milhões de pessoas, é a principal causa de deficiência no mundo, segundo a ONU.

“Os espaços verdes urbanos são uma arma fundamental na luta contra a obesidade: estima-se que as 3,2 milhões de mortes prematuras em 2012 podem ser atribuídas à falta de atividade física”, afirma o fórum mundial.

Cada vez mais cidades estão plantando árvores para mitigar a poluição do ar, o maior risco ambiental para a saúde. Na verdade, 6,5 milhões de pessoas morrem a cada ano devido à exposição diária ao ar de má qualidade.

Finalmente, a ONU lembra que o uso de plantas na medicina tradicional remonta ao início das civilizações e que a fitoterapia tem efeitos terapêuticos claros e reconhecíveis e desempenha um papel importante na atenção primária à saúde em muitos países em desenvolvimento.

Os analgésicos comuns e os tratamentos da malária (malária), bem como os medicamentos usados ​​para combater o câncer, doenças cardíacas e hipertensão, são derivados de plantas.

Você ainda precisa de mais motivos para se conectar, ou melhor, para se reconectar, com a natureza?

Traduzido por Verónica Firme

IPS News

http://www.ipsnoticias.net


Vídeo: Os Parques na Reconexão com a Natureza (Julho 2022).


Comentários:

  1. Kagarn

    O autor observou tudo muito apropriadamente

  2. Adken

    Com licença pelo que estou ciente de interferir ... esta situação. Pronto para ajudar.

  3. Kazem

    Encontrou um site com um tema interessante para você.

  4. Drugi

    Peço desculpas, mas na minha opinião você está errado. Eu posso defender minha posição. Escreva para mim em PM, conversaremos.

  5. Cahir

    Oooh ... estou deitado debaixo da cadeira !!!!



Escreve uma mensagem