TÓPICOS

3 inovações para conservar e recuperar água

3 inovações para conservar e recuperar água


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

A busca por soluções para esta crise urgente tem se intensificado em todas as áreas da sociedade. Estas são 3 soluções inovadoras, que são fonte de esperança para o abastecimento deágua limpa e seguro globalmente.

Uma ótima limpeza do Pacífico

oIlha do Lixo, chamado em inglês: Pacific Garbage Patch é um vórtice de resíduos no meio do Oceano Pacífico que levou a ideias como The Ocean Cleanup ou the seabina nos últimos anos, um balde inovador para limpar os oceanos.

A primeira foi uma iniciativa do holandês Boyan Slat, de 21 anos, que criou este empreendimento em 2015 com a intenção de limpar o lixo do Oceano Pacífico, por meio de uma tela flutuante para coletar os resíduos e enviá-los ao “continente” serreciclado.

Os testes estão sendo feitos com uma instalação que foi colocada no Mar do Norte em junho do ano passado, que tem 100 metros de extensão e atualmente a Mancha de Lixo do Pacífico está sendo estudada com mais detalhes, para fazertecnologia final seja o mais eficaz possível.


Mais roupas menos água

Uma calça jeans e uma camiseta de algodão podem parecer vestimentas simples do dia a dia, mas por trás de sua produção há uma verdade incômoda: fazer uma camiseta pode consumir 2.700 litros de água e jeans outros 10.000 litros a mais.

As empresas de roupas perceberam que ouso intensivo de águaprejudica seu próprio acesso de longo prazo a esse recurso natural e estão desenvolvendo formas inovadoras de produção, com menor uso de água.

A marca americana Levi's, por exemplo, possui uma técnica de acabamento chamada "Water Less", que utiliza 96% menos água do que os métodos tradicionais. Eles também estão tentandoReciclar roupas de algodão usadas, em novos tecidos.

Grandes fabricantes de roupas esportivas, como Adidas e Nike, tingem seus tecidos de poliéster quase que secos e a empresa holandesa DyeCoo usadióxido de carbono líquido para o mesmo propósito.

Água do mar para estufas

Na tentativa de transformar algumas das áreas mais áridas em fazendas de frutas e vegetais, cientistas em todo o mundo desenvolveram maneiras de converter água do mar em água doce usandoenergia solar.

A água é bombeada do mar e goteja para uma estrutura em favo de mel dentro de uma estufa, onde evapora, depois esfria e se tornacondensa como água doce, no teto. Essas instalações já existem no Saara, Jordânia e Tunísia, bem como na fazenda Sundrop no sul da Austrália.

Innovaticias


Vídeo: Inovação Tecnológica: 12 ações para sua empresa já em 2020 (Pode 2022).