TÓPICOS

O urso Villarina, localizado com um filhote, oito anos após ser solto

O urso Villarina, localizado com um filhote, oito anos após ser solto


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Villarina, a cria libertada nas montanhas do Parque Natural de Somiedo há oito anos, após passar vários meses em cativeiro para se recuperar dos ferimentos causados ​​por um atropelamento, foi encontrada com um filhote em uma área de difícil acesso.

Conforme relatado pelo Fundo de Proteção aos Animais Silvestres (Fapas), sabia-se que Villarina havia sobrevivido perfeitamente ao trabalho de reintrodução após ter sido devolvida à natureza em 2008, mas até agora não foi possível verificar se ela tinha filhos.

Neste verão, durante a localização e controle de um urso acompanhado por um filhote em uma área de floresta muito difícil, descobriu-se que era Villarina.

Segundo a FAPAS, o urso poderia já ter se reproduzido em anos anteriores, mas pelo terreno que ocupa e pela presença de outras fêmeas próximas também com filhotes, pode ter passado despercebido durante todos esses anos ou se confundido com outras fêmeas.

Reintrodução de filhotes com sucesso

Para a organização conservacionista, a identificação deste espécime com filhotes fecha um ciclo importante na conservação do urso pardo, pois é a primeira vez que pequenos filhotes de urso pardo são reintroduzidos com sucesso na natureza.

As características orográficas do habitat do urso nas Astúrias e a sua proximidade a núcleos habitados de alta montanha onde abundam os alimentos que os ursos podem obter, possivelmente levaram a esta readaptação de Villarina à natureza, visto que nos últimos anos tem sido visto com frequência alimentar-se de frutas nesses ambientes, segundo Fapas.

Villarina foi o primeiro urso pardo do continente europeu a se adaptar ao seu ambiente natural após passar meses em contato com humanos em um centro de recuperação animal.

Aposta arriscada

A libertação de Villarina foi uma aposta arriscada, pois os ursos que têm estado em contacto com os humanos associam as pessoas a experiências positivas e, por isso, não costumam hesitar em se aproximar das cidades vizinhas em busca de comida.

Os trabalhos de vigilância e monitoramento por meio de transmissores de telemetria permitiram por um período de tempo acompanhar a evolução do filhote dia a dia, mas assim que ele se destacou deles, seu controle só foi possível por meio de avistamentos e fotografias capturadas por câmeras. automática colocada na área onde se move.

Nesta ocasião, o trabalho de monitoramento do urso realizado pela Viveiro do Principado e pela FAPAS conseguiu fotografá-la com seu esbardo.

EFEverde


Vídeo: Fazenda em Álvaro de Carvalho cria tigres e leões (Pode 2022).


Comentários:

  1. Ehecatl

    Conheço um site com respostas para um tema interessante você.

  2. Leeroy

    Sinto muito, mas acho que você está errado. Proponho discuti-lo. Envie-me um e-mail para PM, vamos conversar.

  3. Danon

    Eu gosto!!!!!!!!!

  4. Cong

    Eu parabenizo, que excelente mensagem.

  5. Haydon

    Por que um tópico curioso



Escreve uma mensagem