TÓPICOS

Suécia inaugura primeira rodovia elétrica do mundo

Suécia inaugura primeira rodovia elétrica do mundo


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

A primeira rodovia elétrica do mundo foi inaugurada no centro da Suécia, perto da cidade de Gävle. Esse novo sistema é o resultado de uma série de projetos que demonstram que o caminho para o transporte sem combustíveis fósseis é possível.

Caminhões da marca automotiva Scania testaram essa superfície elétrica de dois quilômetros usando tecnologia desenvolvida pela Siemens.

Este novo modelo rodoviário, resultado de vários anos de cooperação entre o Governo sueco e o setor privado, permite que os camiões operem como veículos elétricos no troço preparado para este tipo de circulação e como veículos híbridos normais noutras alturas.

O chefe de pesquisa e desenvolvimento da Scania, Claes Erixon, indicou que a empresa está comprometida com o sucesso deste projeto por causa de sua importância como um marco importante no caminho para o transporte sem combustíveis fósseis.

Sistema de energia

A operação desse novo método é baseada na recepção de energia pelo caminhão que vem de um pantógrafo coletor de energia montado atrás de sua cabine.

Por sua vez, os pantógrafos são conectados a linhas de energia aéreas que estão acima da faixa à direita da estrada, e os caminhões podem se conectar e desconectar livremente dos cabos aéreos enquanto estão em movimento.

Quando o caminhão sai do trilho elétrico, o pantógrafo é desconectado e o caminhão é movido por seu motor de combustão ou motor elétrico movido a bateria. O mesmo princípio se aplica quando o motorista deseja ultrapassar outro veículo.

A Scania destacou a importância da rodovia elétrica como um componente-chave para alcançar a frota sueca de veículos não fósseis e com baixo consumo de combustível até 2030.

Innovaticias


Vídeo: Cidade de Boras na Suecia reaproveita 99% do lixo produzido (Pode 2022).