TÓPICOS

Para implementar uma política ambiental na Argentina ... deve ser abrangente

Para implementar uma política ambiental na Argentina ... deve ser abrangente


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Por Cristian Frers *

Para falar de política ambiental, temos que falar de POLÍTICA AMBIENTAL ABRANGENTE, que é algo que venho dizendo há anos e que deve ser implementada tanto nos municípios, províncias e na Nação, onde é tida em conta, questões tais como: Educação Ambiental, Política Ambiental, Desenvolvimento Sustentável, Saúde Ambiental, Desmatamento, Biodiversidade ... Senão, continuaremos errando na busca de um paradigma ambiental que nos ajude a crescer.

Embora a mudança climática seja uma das questões a que devemos estar atentos, pois já existem evidências científicas de que as emissões de dióxido de carbono estão contribuindo rapidamente para o aumento da temperatura em todo o planeta ... Não é a única questão ambiental com a qual devemos nos preocupar .

Há anos venho expressando que grande parte do problema da deterioração ambiental na Argentina se deve à convicção de que os recursos naturais são ilimitados e invulneráveis, à falta de uma política adequada, à falta de coordenação na aplicação das normas e à Insuficiente informação e sensibilização do público sobre a protecção da natureza e o âmbito dos sistemas de protecção.

O problema é enfrentar a construção consensual de uma política ambiental nacional que atenda especialmente à governança do meio ambiente entre a sociedade e as autoridades, o apoio financeiro às instituições locais para a consulta e implantação de políticas a nível local, e a coordenação no sentido de a sustentabilidade dos planos sociais e econômicos.

O desenvolvimento de uma política ambiental municipal satisfaz necessidades importantes para todos os setores da vida local. Ela exige que cada setor da comunidade faça um balanço ambiental sobre o processo histórico de desenvolvimento regional. Requer também um diagnóstico atualizado, definindo como essa realidade ambiental é afetada hoje pelo seu entorno econômico, social, cultural, institucional, nacional e internacional. Cada região mostra uma realidade ambiental específica, nos seus recursos naturais e potencialidades, na diversidade e magnitude dos problemas que deve enfrentar, nas capacidades e compromissos das suas instituições e da população, entre outros.

Da mesma forma, esta política obriga cada setor da comunidade regional a rever seus desafios futuros e priorizá-los, estabelecer prazos para o seu cumprimento, definir os recursos necessários e as responsabilidades que correspondem a cada setor, seja ele público, privado, acadêmico e sindical, tais como indica também as tarefas que requerem a participação de diversos atores da região. A política visa tornar o processo de desenvolvimento ambientalmente sustentável, garantindo o direito de viver em um ambiente livre de poluição, a proteção ambiental, a preservação da natureza e a preservação do patrimônio ambiental. Seu objetivo final é melhorar a qualidade de vida de todos os habitantes e das gerações futuras.

A formulação e implementação de uma política ambiental é uma condição importante para a equidade, o desenvolvimento econômico e o cuidado indiscutível com o meio ambiente. A referida política ambiental deve ter características de estabilidade ao longo do tempo; consistência com o desempenho institucional e geral; e de consideração das capacidades de liderança pública e privada, bem como das condições econômicas, políticas e sociais municipais. Além disso, o sucesso da gestão ambiental deve estar baseado em uma definição clara de objetivos e prioridades que, além disso, devem ser congruentes com as reais necessidades da sociedade.

O meio ambiente também precisa de políticas, iniciativas e programas que contemplem os desafios que o país e o mundo enfrentam hoje. Mas na Argentina isso se torna mais um problema em uma longa lista de promessas. É uma decisão de toda a liderança renunciar aos problemas subjacentes. O poder político abandonou o projeto de país, por isso é consistente que hoje também abandona a questão do cuidado com o planeta. Talvez então seja a hora de todos nós colocarmos isso em nossa agenda ... Por favor, não vamos cometer erros de novo.

* Técnico Superior em Gestão Ambiental e Técnico Superior em Comunicação Social (Jornalista).


Vídeo: Atualidades. Kultivi - Debate sobre políticas públicas para o meio ambiente. CURSO GRATUITO (Pode 2022).