TÓPICOS

Como fazer de 2016 um ano 'verde'

Como fazer de 2016 um ano 'verde'


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Tendo em vista o ano novo que se inicia, é bom combinar e colocar em prática duas frases conhecidas que devemos aplicar de forma quotidiana e funcional: “ano novo, vida nova” e “pensar globalmente, agir localmente”.

Aqui estão algumas ideias fáceis de implementar que podem ajudá-lo a começar bem para um ano verdadeiramente “verde”; só nos educando e educando poderemos recuperar o terreno perdido pela poluição e conservar o que ainda temos.

Reduza o consumo de plásticos

Não só devemos depositar latas, containers e tetrabrik nos containers, que é a única forma de reciclá-los, mas se formos ao supermercado e levarmos nossa sacola, economizamos na compra de outra e reaproveitamos as que já temos.

Água engarrafada em pequenos recipientes é um gasto supérfluo, podemos beber água da torneira, pois em algumas comunidades é de excelente qualidade e onde não o é a instalação de um filtro pode resolver este problema.

Caso não nos seja possível implementar esta medida, é preferível comprar água a granel e reavaliar nós próprios utilizando os recipientes que temos em casa.

Eletrônica eficiente

Ao adquirir um novo aparelho é necessário ter em consideração o seu consumo; nosso bolso, o meio ambiente e as gerações futuras vão nos agradecer.

Quando compramos grandes eletrodomésticos, devemos fazê-lo com base nas nossas reais necessidades: o tamanho importa e deve estar de acordo com os espaços disponíveis e com a utilização que lhe será dada.

Um exemplo prático é o de um único apartamento com uma geladeira enorme que costuma estar meio vazia e, portanto, consome ainda mais. As funções stand-by também são um inimigo perigoso das contas de luz, uma vez que “consomem” watts inutilmente. E se você não precisa, por favor, não compre.

O lixo é uma coisa humana

Na natureza não existe lixo, tudo é reciclado ou reaproveitado, o que uns descartam outros aproveitam. Ao aplicar esta regra básica, é possível reduzir o desperdício em todos os níveis.

Cozinha de forma funcional; Se vocês são dois em casa, não precisa de comida para quatro, porque metade vai para a lata de lixo. Se sobrar sobras do meio-dia, reinvente-se e use-as para uma nova refeição, é o que nossas avós têm feito a vida toda e seus croquetes sempre pareceram fabulosos.

Se você tem lixo orgânico, faça compostagem. Organize-se de forma que em algum lugar os vizinhos possam depositar seus resíduos e você tenha um excelente composto. Uma horta orgânica pode ser montada em um pequeno flat em caixotes de madeira colocados uns em cima dos outros, só precisam de alguns cuidados, uma rega responsável e um pouco de sol.

Se você tem animais, use os restos de comida para alimentá-los, não apenas um cachorro ou um coelho vivem de comida. Com as cascas e restos de vegetais, carnes e um pouco de arroz, você pode fazer uma comida muito nutritiva para seus animais de estimação. Um coelho, uma cobaia ou um hamster na natureza comem frutas e vegetais, por que não dá-los em casa?

Compre alimentos produzidos perto de sua casa. Se possível, consuma produtos locais, para evitar o custo do transporte e a conseqüente parcela de contaminação que isso gera. Você terá alimentos mais saudáveis, frescos e baratos.

Papel e papelão devem ser reciclados, bem como embalagens de plástico e vidro. Óleo usado, células e baterias, medicamentos, componentes eletrônicos, etc. eles não devem ser jogados diretamente no lixo; descubra primeiro qual é a maneira correta de descartá-los com responsabilidade.

Economia colaborativa

Tendo a rede Internet como aliada indiscutível, é possível participar em várias iniciativas que permitem poupanças consideráveis ​​nas emissões de gases poluentes e porque não? de dinheiro.

O mais eficiente é andar de bicicleta (não consome e não faz exercício), mas se tem interesse em partilhar o carro, existem vários sítios de contacto entre quem oferece o seu e quem tem interesse num meio de transporte mais barato e ajudando a poluir menos. São tantos os passeios diários que sem dúvida encontrará o que procurava.

Também é possível recorrer a associações de moradores para saber os roteiros que são feitos diariamente de e para sua cidade. Lá você também pode contribuir com ideias para fazer campanhas de conscientização coletiva nos bairros para tirar menos sujeira, trocar mercadorias, aprender a reciclar corretamente e muito mais aplicações ecológicas.

Não jogue fora o que você não usa mais. Primeiro, encontre uma maneira de consertar, reutilizar ou reciclar; do contrário, doe, empreste ou venda, mas nunca jogue fora. O que você não precisa, é possível que possa ser útil para outras pessoas, desde roupas, brinquedos, eletrodomésticos, móveis, livros e muito mais. Descubra antes de deixar seus objetos fora de uso próximos a um recipiente; A Internet pode lhe dar ótimas ideias para um final melhor.

Um pensamento final

O cuidado pessoal com o Meio Ambiente (que é também o de nossos familiares, amigos, conhecidos e compatriotas) é responsabilidade de cada um dos habitantes do planeta.

Se os outros fizerem coisas erradas, sua atitude atenciosa e responsável fará a diferença e atos desse tipo costumam gerar o que se chama de "cadeia de favores": uma boa ação desperta nos outros o impulso de melhorar e as coisas boas também são "contagiosas". " Seja um cidadão ecologicamente responsável e comece a mudar seu ambiente. Educar e aumentar a conscientização pelo exemplo.

Ecotices


Vídeo: HUNGRIA CHEIRO DO MATO ALBUM COMPLETO (Pode 2022).