TÓPICOS

Evo propõe acabar com o capitalismo para salvar a terra

Evo propõe acabar com o capitalismo para salvar a terra


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

“Salvar vidas é salvar a Mãe Terra”, disse o presidente.

Durante uma entrevista coletiva na França, ele pediu aos países do império que não agravem as nações despojadas, nem saquem seus recursos naturais.

Sobre os atentados ocorridos em Paris, o presidente disse que deve ser atacada a origem do conflito, que acabaria se cessassem as intervenções militares.

“Quando a OTAN e as intervenções militares das nações imperiais terminarem, acabarão esses ataques que causam danos irreparáveis ​​à humanidade”, afirmou.

Morales defendeu o respeito à soberania dos povos por meio de órgãos como a Organização das Nações Unidas (ONU), ao mesmo tempo em que condena as invasões de países que buscam mitigar suas crises financeiras provocadas pelo sistema capitalista.

Anteriormente, na Conferência sobre Mudanças Climáticas (COP21), o dignitário fez um manifesto para salvar a Mãe Terra e a vida.

“Em nome dos movimentos sociais vim levantar as propostas acordadas na última II Cúpula do Clima realizada em Chobamba (Bolívia) em outubro passado”.

Ele acrescentou que “hoje temos um encontro histórico e único, mas com responsabilidade com a Mãe Terra. Expressemos nossa preocupação com os efeitos dramáticos das mudanças climáticas que ameaçam a Pachamama "

O presidente boliviano apelou às nações, especialmente as que praticam políticas capitalistas, que deixem de destruir o planeta e evitem a produção de bens que degradam a natureza e destroem a espécie humana.

“A Mãe Terra se aproxima do crepúsculo de seu sinal vital e isso é responsabilidade do sistema capitalista. O capitalismo promoveu a fórmula mais selvagem contra a nossa espécie ”, destacou.

Morales destacou que não se pode falar de prudência quando o planeta está no limiar da destruição, porque não falar com clareza sobre o assunto seria uma traição à natureza.

“Milhões de pessoas morrem todos os dias, eliminadas pela fome e pelas pragas. A história do mundo está cheia de sangue, massacres globais e injustiças ”, afirmou.

O chefe de estado da nação serrana, lembrou que o individualismo é uma praga que destrói a comunidade. “Enquanto continuarmos no caminho do capitalismo, estaremos condenados a desaparecer”, disse ele.

"Esperançosamente, este manifesto é uma questão de debate para mudar o mundo e os programas que prejudicam a humanidade. Os governos e as organizações internacionais devem coletar as conclusões e aplicá-las." concluído.

De 30 de novembro a 11 de dezembro, a COP21 reunirá em Le Bourget, em Paris, cerca de 40 mil delegados de 195 países representados entre jornalistas e expositores sob medidas extremas de segurança.

Librered


Vídeo: El mundo va al final del capitalismo - Daniel Estulin (Julho 2022).


Comentários:

  1. Banris

    Isso pode ser discutido sem parar ..

  2. Tyeis

    Desculpe, pensei e excluí a mensagem



Escreve uma mensagem