TÓPICOS

Conheça os "Ecoasphalts"

Conheça os


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

O projeto, financiado pelo CTA, permitirá reaproveitar subprodutos que não podem ser reaproveitados de outra forma e, além disso, aumentará a segurança, pois permite trabalhar em temperaturas mais baixas e com menores emissões.

A Cepsa, que possui duas refinarias na Andaluzia, La Rábida (Palos de la Frontera Huelva) e San Roque (Campo de Gibraltar, Cádiz), está a desenvolver, através de um projecto de I + D + i financiado pela Andalusian Technological Corporation (CTA), um asfalto mais seguro, cuja fabricação e produção consomem menos energia e, por isso, é mais sustentável, pois aproveita subprodutos de difícil manejo de suas refinarias de petróleo. O incentivo concedido pelo CTA é integralmente subsidiado pelo Ministério da Economia e Conhecimento e pelo Ministério da Economia e Competitividade.

As refinarias da Cepsa, na sua atividade habitual de refino e petroquímica, geram materiais de difícil gestão no meio ambiente, principalmente catalisadores sólidos. Alguns deles podem ser regenerados e reativados para reintegrá-los na unidade de produção correspondente e outros, cujo esgotamento é alto, não permitem mais qualquer reutilização.

O projecto 'Ecoasfaltos', liderado pelo Centro de Investigação Cepsa e no qual participa o grupo de investigação Tecnologia e Sustentabilidade / Laboratório de Engenharia da Construção (Labic) da Universidade de Granada, Cepsa Comercial Petróleo e as refinarias de La. Rábida e Gibraltar-San Roque, pretende incorporar esses subprodutos não reutilizáveis ​​ao asfalto e aos materiais de pavimentação.

A utilização deste tipo de subproduto em misturas asfálticas tem ainda a vantagem de permitir trabalhar a temperaturas inferiores às habituais, o que representa um importante avanço face à tendência actual a nível europeu e mundial por parte das instituições de exigir melhoria das condições de trabalho das trabalhadores que trabalham com misturas betuminosas (asfalto), entre os quais reduzir as temperaturas das misturas e as emissões produzidas.

O uso de ‘ecoasphalts’ também reduzirá o consumo de produtos energéticos, as emissões de gases de efeito estufa e a proporção de partículas em suspensão.

O material pode ser utilizado para misturas asfálticas de baixa temperatura (para estradas) e também para outras misturas asfálticas e sintéticas (comumente usadas em pavimentação de garagens, pistas, bicicletas, etc.).

Corporação Tecnológica


Vídeo: Conheça os 11 setores da bolsa e diversifique sua carteira (Julho 2022).


Comentários:

  1. Kazralmaran

    Desculpa para isso eu interfiro ... eu entendo essa pergunta. Convido para a discussão. Escreva aqui ou em PM.

  2. Fauramar

    não é tão legal

  3. Paytah

    Parece -me que você está errado

  4. Zuhayr

    Penso que é uma boa ideia.

  5. Kyrell

    Eu acho que você não está certo. Estou garantido. Escreva para mim em PM, vamos conversar.

  6. Starling

    Concordou, é a resposta engraçada



Escreve uma mensagem