TÓPICOS

Jaqueline Trade, ativista que passa 10 horas seguidas por experimentos feitos com animais em laboratórios de todo o mundo

Jaqueline Trade, ativista que passa 10 horas seguidas por experimentos feitos com animais em laboratórios de todo o mundo


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Experimentos que vão desde alimentação experimental de produtos para consumo humano, Administração de substâncias tóxicas para avaliação de alergias, líquidos irritantes que vão direto para os olhos, eletrodos ao redor da cabeça para estudo de estímulos.

Seu corpo sofria todo tipo de dor na própria carne, a mesma que os animais vivenciam no mundo todo, comenta a ativista: Voltarei para casa mais tarde, a maioria dos animais nunca mais volta. Jaqueline Trade, de 24 anos, queria mostrar ao mundo o tratamento desumano dispensado a esses seres vivos, desde puxões com cintos, privação de alimentos por várias horas, sem contar os inúmeros experimentos que eles têm que fazer ao longo de sua vida nos laboratórios .

Essa jovem corajosa revela o que acontece dentro dos laboratórios que não vemos, seu objetivo é conscientizar e defender os direitos dos animais, milhares de pessoas registraram e fotografaram os acontecimentos com olhares aterrorizados, raiva, tristeza, espanto e indignação.

A diretora de campanha da Lush, Tamsin Omond, disse: A ironia é que se fosse um cão de caça na vitrine e fizéssemos todas essas coisas com ele (e não com Jacqueline), teríamos a polícia e a Humane Society aqui em questão de minutos. Mas em algum lugar do mundo, esse tipo de coisa está acontecendo com um animal o tempo todo. A diferença é que geralmente está oculto. Portanto, temos que lembrar às pessoas que ainda está em andamento.

Apesar de os testes cosméticos em animais terem sido proibidos na UE há três anos, ainda é legal na Grã-Bretanha vender produtos testados em animais em outras partes do mundo, incluindo os Estados Unidos e o Canadá. A polêmica de uma questão que incomoda a todos mas poucos se atrevem a questionar e agir sempre foi debatida, hoje existem marcas que não experimentam com animais, infelizmente o mercado de maquiagens, xampus, perfumes, remédios, entre outros. Produtos, isso é enorme, a falta de informação faz com que milhares de consumidores comprem esses produtos sem saber da prática por trás desses produtos, se informam e compram produtos de empresas que não usam animais para experimentação, é o começo para conter essas atrocidades. Algumas empresas declaram Este produto não foi testado em animais, mas os ingredientes podem ter sido.

O Humanitarian Cosmetics Standard (HCS - Humane Cosmetics Standard) é o único critério no mundo para produtos cosméticos ou de higiene que não são Testado em Animais. Procure o símbolo HCS (Human Cosmetic Standard).

As empresas HCS não devem realizar ou comissionar testes em animais e devem definir uma data fixa para terminar a compra dos ingredientes. O símbolo HCS é um coelho, mas cuidado! porque nem todas as empresas que pararam de testar em animais incluem este símbolo (também pode ser um coelho com outra forma, ou em um texto dizendo que o produto não foi testado em animais).

Algumas das maiores marcas que não experimentam em animais são: 3M (TRESemmé), Acuvue (Johnson & Johnson) e Aim ((Church & Dwight).

As mentiras do sistema


Vídeo: Testes em animais: a crueldade por trás de muitos produtos industrializados (Pode 2022).