TÓPICOS

Árvores transgênicas: o nefasto novo impulso da indústria florestal

Árvores transgênicas: o nefasto novo impulso da indústria florestal


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Por Patricio Villa

Nada disso é típico de plantações florestais, dispostas exclusivamente para fornecer madeira ao negócio florestal, sem permitir a diversidade de espécies, uma vez que representam competição ou riscos para o crescimento de árvores "produtivas".

Prorrogar a vigência do Decreto 701 significa continuar com o subsídio estadual para gastos com plantio florestal, cobrindo 90% dos gastos dos pequenos proprietários, 75% dos médios e 50% dos grandes. O aparente benefício para os pequenos proprietários constitui a nova estratégia do negócio florestal, uma vez que suas terras já estão erodidas e procuram ignorar os riscos de incêndio ou pragas que uma plantação apresenta. De qualquer forma, o duopólio da Forestal Mininco e da Arauco será o comprador da madeira, controlando seu preço.

Árvores Transgênicas

Outro exemplo da diferença entre um plantio florestal e uma floresta é a incorporação de exemplares transgênicos de pinus e eucalipto para rentabilizar os processos da indústria, sem que haja legislação que o regulamente.

Diversas iniciativas de modificação genética de árvores têm sido articuladas no país. Uma que guarda grandes expectativas é a Forest Genomics. Sua estrutura de financiamento ilustra a forma como a indústria florestal se desenvolveu nas últimas quatro décadas. A empresa Genómica Forestal é formada pelos florestais Mininco e Arauco, a Universidade de Concepción, o CEFOR (uma empresa da Universidade Austral) e a Fundação Chile. Começou em 2004 com a atribuição de recursos públicos e até agora atua em diversas linhas de pesquisa:

a.-Gere o eucalipto globulus com maior quantidade de celulose.

b.-Geram globulus de eucalipto com maior resistência ao frio. A expansão florestal está orientada para o sul e a Cordilheira dos Andes, uma vez que requerem árvores para se adaptarem ao clima desses locais.

c.-Gerar pinheiros radiata resistentes ao fungo Fusarium Circinatum e antecipar o possível contágio que seria letal para plantações recentes e prontas para a colheita.

d.-Avaliar a função de diferentes genes em pinheiros radiata de forma a convertê-los em árvores de maior rendimento para a sua utilização na indústria da pasta.

Quais são e quais são os riscos

Para saber o perigo que representam as culturas transgênicas, é necessário entender como um organismo geneticamente modificado (OGM) é fabricado.

Um OGM é o resultado de uma série de tentativas de adicionar um ou mais genes estranhos ao DNA de uma célula que, por mecanismos naturais, nunca foram reunidos. Isso é feito por meio de métodos diferentes. Por exemplo, podem ser utilizadas bactérias ou vírus que carregam os genes estranhos ou através de processos químicos que enfraquecem as paredes da molécula de DNA, podendo inseri-los. Genes marcadores resistentes a antibióticos são inseridos junto com os genes estranhos, que são incorporados como os outros genes fazem.

A maioria das células que recebem o (s) gene (s) estranho (s) os rejeita.

No entanto, existem alguns que os recebem e, quando isso acontece, os genes estranhos podem causar efeitos imprevistos dentro da molécula de DNA, pois se alojam e têm comportamentos que não são controlados ou monitorados pelo cientista.

Após os genes estranhos terem sido inseridos nas células, um antibiótico é aplicado, todos aqueles que não incorporaram o gene marcador resistente a ele perecem e, conseqüentemente, apenas as células que integraram o gene estranho e o marcador permanecem vivas. Em seguida, hormônios aceleradores de crescimento são aplicados e uma fase de observação começa.

Por fim, avalia-se qual espécime, agora convertido em planta, apresenta as qualidades buscadas.

Em todo esse processo, os pesquisadores não têm ferramentas para controlar e saber os efeitos que os transgenes têm causado dentro da molécula de DNA e, portanto, o que pode resultar desse experimento.

Portanto, é imprescindível a implementação de políticas baseadas no princípio da precaução e, assim, salvaguardar o equilíbrio dos ambientes e de suas espécies.

A única medida que pode cumprir esse propósito é a proibição de experimentação e comercialização de seus produtos.

Educação e negócios florestais

O fato de a Universidade de Concepción e a Austral estarem presentes nesta iniciativa continua a causar confusão. A Forest Genomics é a expressão dos rumos das universidades depois que o Estado não se encarregou de apoiá-las economicamente, deixando-as para o autofinanciamento. A partir da década de 1980, as universidades tiveram que recorrer a propinas e venda de serviços a empresas privadas para sobreviver. Ao mesmo tempo, a comunidade estudantil e também a comunidade acadêmica, não impactam seus projetos, aderindo e obedecendo aos planos dos detentores do capital.

A universidade, que poderia ser um pólo de desenvolvimento de conhecimento em benefício da comunidade, constitui um centro de sofisticação de técnicas e produtos que ameaçam nossa subsistência. Acabar com o autofinanciamento é um passo fundamental, ao qual se soma o de influenciar o que se faz na universidade e, aliás, em nosso território.

Resumo Informativo da Região de Concepción


Vídeo: TRATORES FLORESTAIS PUXANDO GRANDES ÁRVORES (Junho 2022).


Comentários:

  1. Reaghan

    Na minha opinião, você comete um erro. Eu posso provar. Escreva para mim em PM.

  2. Escorant

    Sinto muito, mas, na minha opinião, eles estavam errados. Eu proponho discutir isso. Escreva para mim em PM, ele fala com você.

  3. Ordsone

    Você não está certo. Tenho certeza. Eu posso provar. Escreva em PM.

  4. Devery

    E como é entender



Escreve uma mensagem